Vila do Conde tem uma nova loja de produtos de autor – Artigo Evasões

Verónica Lazera Silva criou um projeto tão pessoal, que o batizou com a própria hora de nascimento: 15.33. A chegada do filho foi motor de reinvenção – e a sua loja com peças de autor pode ajudar à nossa.

Cosméticos, cerâmica, vestuário para mulher, homem e criança, calçado, óculos de sol e outros acessórios, sobretudo de marcas independentes e de criadores nacionais. Eis um resumo do que se pode encontrar na 15.33 Studio & Concept Store, a loja que Verónica Lazera Silva abriu, em julho passado, em Vila do Conde, ainda embalada pelo nascimento do filho Benjamin. Ela, que trabalhava numa empresa na área da moda, arrumou as ideias e entendeu que era tempo de reinventar-se. Finda a licença de maternidade, decidiu investir num projeto tão pessoal que o batizou com a própria hora de nascimento.

O negócio – alojado, por coincidência, no número 133 – dá espaço a marcas como a Buzina, de Famalicão, e a designers de moda como Susana Bettencourt, Ricardo Andrez ou David Catalán, entre outros. São «peças com algum peso visual, complemento para o que já se tem; uma peça daqui já faz um look especial», defende Verónica, que dá conselhos de imagem aos clientes e também os ajuda a vestir a casa. Ali vende, por exemplo, velas, tacinhas feitas à mão que tanto podem ser usadas para pôr molhos na mesa como para guardar joias, ou pósteres da Arminho, obra de um casal de ilustradores portugueses.

A ideia de comunidade está subjacente, e procura-se apoiar a economia local. Os preços, esses variam. Por 10 euros, já se adquire alguma daquelas peças selecionadas (uma pulseira, por exemplo), podendo alguns artigos atingir valores acima de 300 euros. O balcão amarelo enérgico e o esqueleto de um colchão eletrificado iluminam o espaço, que conjuga aspetos minimais, orgânicos e industriais: madeiras, plantas, metais. O cuidado com a imagem estende-se a pormenores como o cartão-de-visita, que lembra, apropriadamente, um boletim de nascimento.

Fonte: website Evasões